Lakers Brasil
Artigos

Novos desafios
- Atualizado por:André Paschoal em 28/&mes/2008
Voltar

Durante três temporadas, o desafio para a equipe do Los Angeles Lakers não era ganhar jogos e vencer campeonatos, longe disso. Esses últimos anos foram um pouco atípicos para uma franquia acostumada com títulos. Neste período, o mais importante era achar a luz no fim do túnel e buscar o caminho certo a ser seguido. Por vários momentos a franquia parecia ter se perdido e entrado num verdadeiro labirinto. Contudo, depois de tanto trilhar os demasiados caminhos existentes por aí, o Lakers finalmente encontrou a porta que pode conduzi-lo de volta para as condições as quais o time se acostumou desde a sua existência.

Diferentemente do que ocorreu nesse passado recente, o time comandado por Phil Jackson não é mais mero coadjuvante na liga. Com algumas peças novas e com o desenvolvimento de alguns jogadores, a equipe chegou a tão sonhada liderança da conferência Oeste no início do ano, no mês de janeiro. No momento, Andrew Bynum era a sensação da equipe californiana. Alguns dizem que difícil não é chegar no topo, mas sim se manter por lá. A questão é que neste exato momento desejou o destino que as coisas não fossem tão simples para o Lakers. A contusão de Andrew veio para ameaçar a condição da equipe na liga, uma vez que a perda de um jogador como Bynum poderia facilmente significar a queda do time na classificação, uma vez que a conferência Oeste encontra-se tão equivalente quanto raramente se viu na história da liga americana de basquete. Para piorar, Bynum não era o único no departamento médico de Los Angeles, que tinha ainda outra grande surpresa do Lakers na temporada, o jovem Trevor Ariza.

A verdade é que o time sentiu a pressão de liderar a conferência sem alguns de seus jogadores mais importantes. Depois de algumas derrotas consecutivas, o clima já não era dos melhores em Los Angeles, principalmente para alguns jogadores, como foi o caso de Kwame Brown, que era o então encarregado se assumir o posto deixado momentaneamente por Bynum. Mas no momento em que alguns já começavam a se preocupar, uma grande e inesperada novidade chegou em Los Angeles: Pau Gasol. A aquisição causou impacto na liga e o jogador caiu como uma luva no esquema do Lakers. A verdade é que desde que Gasol estreou pelo time, apenas uma derrota aconteceu e depois de um mês e meio mais ou menos, a equipe apareceu na liderança da conferência Oeste novamente. Hora de relaxar? Longe disso, na verdade, a responsabilidade aumentou e novos desafios estão lançados. Quais desafios?

Só para começar com as dificuldades, o time passou a ser visto de uma outra maneira pelos treinadores e jogadores de outras equipes. Agora, jogar com o Lakers merece tanta atenção quanto jogar com os outros "cachorros grandes" da liga. Longe de ser um problema, mas que não deixa de ser um desafio será a adaptação do time com a volta de Bynum, que não deve mais demorar tanto para ocorrer. É verdade que qualquer time gostaria de ter um desafio como esse, mas para jogadores novos como é o caso de Bynum, isso será uma pressão a mais para lidar. Além disso, com a volta dele, as responsabilidades do Lakers tendem a aumentar ainda mais. E por falar em uma equipe jovem, a empolgação com os ótimos resultados obtidos até aqui podem levar a uma super-empolgação. Para que isso não venha a ocorrer, jogadores como Kobe Bryant, Derek Fisher e o técnico Phil Jackson devem arcar com mais essa tarefa, ou seja, manter os ânimos da equipe sob controle, principalmente quando os playoffs se iniciarem, uma vez que jogar na pós temporada é novidade para alguns por lá. Para os que jogaram nas últimas duas temporadas, a coisa também é diferente, pois lá o Lakers não passava de um azarão. E Gasol? Um jogador experiente, que já foi campeão mundial com a seleção espanhola, mas que na NBA tem a ingrata fama de não conseguir conduzir o Memphis para a segunda rodada dos playoffs. Certamente é um desafio a mais para ele. Como se já não bastassem todos esses itens, uma outra coisa extra quadra veio a tona nos últimos dias. Como apresentado anteriormente pelo lakersbrasil, todos os times dirigidos por Phil Jackson que conseguiram a 40ª vitória antes da 20ª derrota viriam a ser campeões mais tarde. Poderia isso ser um peso a mais para a jovem equipe do Lakers? Sim, mas pode também servir de incentivo para os mesmos. Mas de qualquer formar, é algo que precisa ser contido dentro do elenco.

Por esses e por mais alguns possíveis motivos é preciso que o time continue trabalhando com total foco nos objetivos traçados a partir deste momento. Cautela talvez seja a palavra chave para os jogadores, pois ao mesmo tempo que não se pode deixar a super-empolgação tomar conta do elenco, jamais se pode perder essa energia com que o time vem entrando em quadra. Descobrir esse ponto de equilíbrio é um grande desafio que tem pela frente esta fantástica franquia que em menos de uma temporada conseguiu trazer de volta aquela chama que queimou por tantos anos no coração de todos os fanáticos torcedores que, assim como o time, estão acostumados com o sensacional clima de decisão que está por vir com o começo da pós temporada. Como o time irá lidar com tudo isso não podemos saber, no momento, podemos dizer que o Los Angeles Lakers está de volta.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


COMENTÁRIOS


Login: Senha:        

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

JCLakers [ 19/03/08 | 19:28 ]
Los Angeles Lakers de volta à luta ao título,com Kobe,Gasol,Bynum temos chances!Kobe MVP!!!!!!Phil Jackson coach of the year!!!!GO LAKERS GO!!
Wellington Fernandes Dekaminavicius [ 18/03/08 | 16:52 ]
fico um pouco aliviado ao saber que o Houston vai pegar Boston, New Orleans, Golden State e Phoenix, ou seja, dá pra ser primeiro sim
RonaldoLakers [ 14/03/08 | 06:46 ]
Com a aquisição de Pau Gasol e as voltas de A. Bynum e T. Ariza, além de ter o grande MVP, Kobe Bryant no time (pois ele merece o premio), e ainda o melhor técnico da NBA no banco, com PJAX, com a meta de 40 vitórias antes de 20 derrotas, com certeza tornam nosso amado Lakers favorito ao título deste ano, e espero que o time faça a final do Oeste contra Suns ou Spurs (quero eliminar estes 2 times) e a grande final contra o Detroit (que deve eliminar o Boston) e o time que está mais engasgado, ano que vem faremos a final contra o Boston, pra lembrar os velhos tempos! GO LAKERS GO!
waclenson [ 07/03/08 | 14:10 ]
eu acho q um time q tem "The best player ever"(Kobe Bryant) o melhor técnico de todos os tempos um time completo com todas as posições bem supridas e um banco jovem mas com personalidade tem tudo para ser campeão da liga talvez não esse ano mas ano q vem ninguém nos para GO LAKERS GO
ARROZ_ [ 29/02/08 | 08:41 ]
Acho que esse pensamento é geral na torcida do Lakers... "Como o time vai ser portar e como o proprio Bynum vai estar quando ele voltar"??? Acho que essa vai ser a chave para os playoffs, e talvez para o campeonato... Se o Bynum voltar jogando como jogava antes da contusão, se o Gasol se adaptar bem a jogar junto com A-bomb, e PRINCIPALMENTE se o Odom continuar jogando tão bem assim quando for deslocada para a posição 3... NÃO TEM PRA NINGUEM MALANDRO !!! É 15º caneco pros Anjos !!!

Untitled Document
ÚLTIMO JOGO
Quarta, 16 de Abril de 2014

Los Angeles Lakers

113 x 100
 
5º na Divisão do Pacífico: 27 - 55
Draft 2014-2015: 6ª escolha
2 vitórias seguidas
Últimas 10 partidas: 2 - 8
Jogos em casa: 14 - 27
Jogos fora de casa: 13 - 28
Próximos JogOS
Pré temporada - Outubro de 2014
 
Estatísticas
Pontos
Nick Young
17.9
pontos por partida

Rebotes Pau Gasol 9.7
Assistências K.Marshall 8.8
Roubadas Jodie Meeks 1.4
Tocos Pau Gasol 1.5
FG% Jordan Hill 54.9%
3pts% J.Farmar 43.8%
 
Classificação
Conferência Oeste
1 Spurs (62-20) 6 Warriors (51-31)
2 Thunder (58-23) 7 Grizzlies (50-32)
3 Clippers (57-25) 8 Mavs (49-33)
4 Rockets (54-28) 9 Suns (48-34)
5 Blazers (54-28) 14 Lakers (27-55)

Conferência Leste
1 Pacers (56-26) 6 Wizards (44-38)
2 Heat (54-28) 7 Bobcats (43-39)
3 Raptors (48-34) 8 Hawks (38-44)
4 Bulls (48-34) 9 Knicks (37-45)
5 Nets (44-38) 10 Cavs (33-49)

Classificado para os Playoffs