Lakers Brasil
Artigos

Ponto de equilíbrio
- Atualizado por:André Paschoal em 20/&mes/2008
Voltar

Não é preciso ser nenhum especialista para saber que em momentos importantes, como será esse final de temporada e mais tarde os Playoff's, quem tiver o maior arsenal de jogadas tende a obter um melhor resultado. A questão aqui em pauta é ter conhecimento disto e buscar um modo de equilibrar as ações dentro de quadra. Creio ser um momento bastante adequado para comentarmos um pouco sobre esta minuciosa tarefa que exige bastante atenção. E o porquê de eu achar que é um bom momento para o tema é bastante simples. O primeiro, bastante óbvio, é porque a pós temporada se aproxima cada vez mais. Já o segundo motivo, que julgo bastante pertinente, é porque o time viveu diferentes sensações no decorrer desta temporada. E com várias lesões atrapalhando, e muito, o esquema de jogo, Phil Jackson foi obrigado a experimentar vários jeitos de jogar, sempre tendo como base o triângulo ofensivo proposto por Tex Winter.

Para termos uma base onde possamos girar em torno dela, o essencial na busca pela sintonia ideal é a conciliação perímetro/garrafão, ou seja, quando privilegiar o jogo dentro do garrafão e quando o melhor é utilizar de arremessos de médias/longas distâncias. E a verdade é que o Lakers tem condições de executar os dois modelos de jogo sem grandes dificuldades, pois conta com jogadores como Vladimir Radmanovic, Sasha Vujacic, Derek Fisher, Jordan Farmar, Kobe Bryant e até Lamar Odom, todos jogadores capazes de converter arremessos longos, mas também tem um temido garrafão, composto por Andrew Bynum e Pau Gasol, claro, quando ambos estiverem recuperados. Feitas estas considerações, podemos comentar um pouco sobre os diferentes momentos do Lakers na temporada atual, e para isso, vamos dividi-la em partes.

*Do início até Bynum se machucar: Não há muito o que esconder, poucos esperavam a evolução do pivô do Los Angeles e diante de tal progresso do jogador, o Lakers se viu apto a reviver antigos momentos quando contava com jogadores de peso no garrafão. Bynum era referência fácil para os demais jogadores e em vista disso, era bastante procurado pelos outros jogadores. Com isso é inegável que o Lakers se concentrava um pouco mais nesse tipo de jogada. Com o pivozão lá embaixo, outros jogadores eram favorecidos e a infiltração era uma jogada mais freqüente nos jogos da equipe. Claro que existiam jogadas de longas distâncias, mas até isso era facilitado pelo estilo de jogar do Lakers, já que atraia a marcação. E o jogo deu resultado, com o time saindo de uma desacreditada participação até atingir pela primeira vez em muito tempo a primeira colocação da conferência Oeste.

*Contusão de Bynum até Gasol chegar: Foi sem dúvidas um momento bastante crítico para o Lakers. Evidentemente a equipe sentiu, e com Kwame Brown no lugar de Bynum, as coisas não eram como antes. Brown não tinha a habilidade para ser referência no ataque e o jogo de perímetro passou a ser mais visado. Até houveram vitórias, como a expressiva sobre o Denver Nuggets, mas o time não era o mesmo e o time viveu seu pior momento na temporada, decaindo na classificação do Oeste.

*Gasol, chegada - contusão: Com a chegada do espanhol, o time foi bastante aliviado e as jogadas no garrafão retornaram. Mas nesse tempo, houve um certo equilíbrio entre as jogadas, com jogadas dos dois tipos. No garrafão, Gasol era uma grande ameaça para os adversários, mas ele é um jogador bastante técnico e com isso, também utilizava de arremessos de médias distâncias. Creio ter sido nesse momento que o perímetro viveu seu melhor momento na temporada. Jogadores como Sasha Vujacic, Jordan Farmar e Vladimir Radmanovic ganharam nova vida e se tornaram bastante frequêntes na rotação da equipe. Foi jogando assim, com presença no garrafão e um jogo um pouco mais versátil que o Lakers retornou para a primeira colocação no pacífico e no Oeste.

*Pós contusão de Gasol: É o recente momento do Lakers e, sem nenhum pivô de ofício, o time vem sofrendo dificuldades. O jogo baseado exclusivamente nos arremessos é um pouco mais arriscado e nisso resulta uma maior inconstância. è verdade que os jogos sem Gasol foram complicados e que o time ganhou do forte Dallas Mavericks, mas as dificuldades vem sendo grandes.

O que podemos concluir disto tudo é que o time esteve melhor quando tinha uma presença no garrafão. Por isso, um bom retorno da dupla de pivôs pode ser crucial para a participação do Lakers na pós temporada. E com a volta deles, é bem provável que os arremessadores voltarão a ter atuações melhores. E é nessa corrida contra o tempo que o Lakers se encontra, buscando o mais rápido possível acertar o jogo ideal para os Playoff's

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


COMENTÁRIOS


Login: Senha:        

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

aloisio [ 01/04/08 | 14:02 ]
Estamos aguardando outros, André. Saudações.
Rafael Felipe [ 31/03/08 | 15:50 ]
Boa anailse dos fatos e suas concequencias, mas a conclusao ficou meio obvia ... mas parabens, sempre leio seus artigos
Thiago Medeiros [ 25/03/08 | 23:55 ]
Excelente André, sempre bem claro e objetivo, sem deixar passar nada em branco!! GO LAKERS GO!!!
aloisio [ 22/03/08 | 12:55 ]
mandou bem André. Concordo inteiramente com seu excelente artigo. saudações.
Rodrigo [ 21/03/08 | 15:10 ]
Todos esperam encontrar o time todo completo, mas o ideal mesmo seria ter o time todo completo ainda antes dos playoffs pra pelo menos procurar um entrosamento bom para a fase decisiva.
Don Hurtado [ 20/03/08 | 22:47 ]
Boa análise sobre o Lakers de 2007-2008 até aqui. Grande artigo, André.

Untitled Document
ÚLTIMO JOGO
Segunda, 14 de Abril de 2014

Los Angeles Lakers

119 x 104
 
5º na Divisão do Pacífico: 26 - 55
Draft 2014-2015: 6ª escolha
- vitórias seguidas
Últimas 10 partidas: 2 - 8
Jogos em casa: 14 - 27
Jogos fora de casa: 12 - 28
Próximos JogOS
Qua,16/04 Lakers@Spurs 21:00
* Jogos a partir de meia noite, considere a data da noite anterior.
Estatísticas
Pontos
Pau Gasol
17.4
pontos por partida

Rebotes Pau Gasol 9.8
Assistências K.Marshall 8.9
Roubadas Jodie Meeks 1.5
Tocos Pau Gasol 1.5
FG% Jordan Hill 55.2%
3pts% J.Farmar 45.7%
 
Classificação
Conferência Oeste
1 Spurs (62-19) 6 Warriors (50-31)
2 Thunder (58-23) 7 Mavs (49-32)
3 Clippers (57-24) 8 Grizzlies (49-32)
4 Rockets (54-27) 9 Suns (47-34)
5 Blazers (53-28) 14 Lakers (26-55)

Conferência Leste
1 Pacers (55-26) 6 Wizards (43-38)
2 Heat (54-27) 7 Bobcats (42-39)
3 Raptors (48-33) 8 Hawks (37-44)
4 Bulls (48-33) 9 Knicks (36-45)
5 Nets (44-37) 10 Cavs (32-49)

Classificado para os Playoffs