Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    17 de Maio de 2017 por Renato Campos

    E enfim, a aflição por manter a escolha ou não do Lakers passou. A primeira missão foi cumprida, e o Lakers respira aliviado para continuar seu planejamento para o futuro sob comando de Magic Johnson e Rob Pelinka.

    O cenário que o Lakers enfrentava foi dividido praticamente com a mesma porção. Em caso de não ter direito a pick, o Lakers teria que aplicar um plano de reconstrução, sem ter novamente em seu plantel um nome promissor. Ao invés disto, Magic ilustrou com um costumeiro sorriso quando a escolha de TOP3 foi anunciada e Pelinka pode respirar aliviado livre para continuar com o plano inicial.

    Ter sido selecionado na segunda posição, faz com que o Lakers não sofra a pressão de ter que escolher entre Markele Fultz e Lonzo Ball. Caso contrário, Magic e Pelinka estariam enfrentando uma situação de ter que escolher entre "O Melhor Jogador Disponível" contra "O Menino de Los Angeles". Agora, o Lakers está livre para escolher Lonzo Ball sem sofrer muitas críticas por sua decisão.

    Agora, o Lakers tem até o próximo dia 22 de junho, dia do draft, para organizar seu plano. Será que o Lakers vai manter sua escolha e selecionar mais um promissor jogador para seu elenco? Será que o Lakers vai usar a estratégia de trocar a escolha para ter um jogador mais experiente? Ou será que o Lakers vai usar um de seus atuais jogadores como moeda de troca para encaixar seu recém-chegado?

    Essas são praticamente as opções de que o Lakers tem em mãos. E neste momento, ter opções é um tesouro grandioso para a franquia.

    Fala aí!