Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Felipe Amaro

    22 de Maio de 2018 por Felipe Amaro

    Depois de ótima temporada de um, decepcionante (ainda que seja uma palavra forte para usar) temporada de outro, Lonzo Ball e Kyle Kuzma garantiram seus nomes no time de calouros da NBA. 

    Kuzma entrou já no primeiro e fez par com Lauri Markkanen no garrafão. O ala-pivô de Utah, talvez a maior estória da equipe no ano, surpreendeu a todos (você também, leitor) e terminou o ano com médias de 16.1 pontos e 6.3 em 31.2 minutos de quadra. Vale lembrar também que Kuzma foi o líder da equipe em pontos, em um empate técnico com Brandon Ingram e Julius Randle.

    Já Ball, antes visto como o novo Messias e salvador da franquia, obviamente não correspondeu às expectativas e ficou “apenas” na segunda equipe. Talvez a pressão posta sobre ele por seu pai tenha o dificultado na caminhada, mas Lonzo, depois de péssimo começo, ainda conseguiu uma sequência de aproximadamente 25 partidas em alto nível. Depois, decaiu mais uma vez. A sensação que fica é que, tendo jogado mais jogos, poderia facilmente repor Markkanen no primeiro time. Mas já aconteceu.

    Os outros novatos da equipe, Thomas Bryant e Josh Hart, não foram lembrados pelo comitê. Assim ficaram as equipes:

    Primeiro time: Ben Simmons, Donovan Mitchell, Tatum, Kyle Kuzma e Lauri Markkanen.

    Segundo time: Dennis Smith Jr, Lonzo Ball, Bojan Bogdanovic, Josh Jackson e John Collins

    Fala aí!