Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Felipe Amaro

    05 de Junho de 2018 por Felipe Amaro

    Em um programa da ESPN dos EUA com Bobby Marks e Mike Schmitz, o conceituado jornalista Adrian Wojnarowski comentou sobre a tão esperada Agência Livre, e o Los Angeles Lakers foi, de praxe, um dos assuntos do debate.

    Vale lembrar que todos são altamente respeitados no mundo da NBA, e o próprio Bobby Marks previra meses atrás que Julius Randle receberia ofertas na casa dos US$ 14 milhões.A questão, é claro girava ao redor da possibilidade de LeBron James e Paul George juntarem forças em Los Angeles. O interesse é sabido por tudo e todos desde o dia em que Magic Johnson e Rob Pelinka assumiram o comando, e as duas últimas trocas da equipe visaram a limpeza do espaço salarial. 

    Woj, como é carinhosamente chamado, comentou:

    “O mais intrigante dos cenários para Paul George continua sendo sua possível parceria com LeBron James em Los Angeles. George sozinho não faz do Lakers um candidato ao título, mas com a adição de LeBron, essa será uma conversa (ou conversas) que os atletas terão quando chegarmos mais próximos do mês de julho.”

    Óbvio, ele não garantiu nem um nem outro aqui. E ter conversas (como ambos terão) não traz também certeza que eles assinarão aqui, ou que ao menos considerem o Lakers a melhor opção. Da mesma forma que Wojnarowski foi cuidadoso com as palavras, o torcedor do Lakers também deve ser. A franquia já esteve nesta situação em outras milhares de vezes, e nos últimos anos a coleção de fracassos é assustadora.

    Entretanto, a abordagem muito mais respeitosa da mídia sobre a franquia nos faz pensar que, pela primeira vez em anos, os diretores e executivos entrarão na Agência Livre com um mínimo de noção do que estão fazendo. E isso era raridade. Assinando ou não com LeBron James, assinando ou não com Paul George, a luz no fim do túnel parece muito mais brilhante que outrora. Torcemos.

    Fala aí!