Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Felipe Amaro

    09 de Julho de 2018 por Felipe Amaro

    Cercado de críticas exacerbadas da maioria na contratação de um, e euforia descontrolada na chegada de outro, Rajon Rondo e LeBron James chegam com o intuito de produzir instantaneamente. É óbvio, o plano da diretoria da franquia é de atacar mais uma vez a Agência Livre, mirando em nomes como Kawhi Leonard e Jimmy Butler. Mas, ainda que não tenhamos tantas esperanças de títulos este ano, ambos os veteranos podem ser de grande valor para os jovens atletas do Lakers, especialmente Lonzo Ball.

    Lonzo é mais do que parece

    Ainda que o senso comum ache que Ball seja um jogador “raiz” (uma bobagem, por sinal), isto não é verdadeiro quando estudamos os números do atleta. Ball não é eficiente iniciando o ataque de meia-quadra com a bola, e, no Pick and Roll, seu desempenho foi bem abaixo da média. Lonzo só produziu 0.63 ponto por posse no quesito, desempenho pior que 82.7% da NBA inteira. Infelizmente, o Lakers não tinha outros atletas que tirassem o peso da iniciação de jogadas de Lonzo, e os corta-luzes foram 30% da frequência das jogadas do novato, o que contribuiu bastante para seu desempenho ofensivo questionável.

    Entretanto, era esperado. Lonzo não é um armador comum. Em UCLA, isso já era demonstrado: só 18% de suas jogadas na Universidade foram em corta-luzes, bem distante dos 52% de um jogador da posição 1 na NBA. Aliás, até um ala-armador, em média, tem mais posses no quesito que Ball. Observe na imagem abaixo como os Bruins “gastaram” o arsenal do atleta, que participou da maioria das jogadas em meia-quadra em Spot Ups. Há ainda a comparação com a média dos PG’s e SG’s da Liga ao lado.


    LeBron facilita tudo

    Agora que tens isso em mente, hora de partir para a parte em que Rondo e James podem ajudar o garoto. É verdade, o plano de Magic e James é de que o último participe mais do ataque da equipe no post em detrimento ao perímetro, mas é óbvio que LeBron não jogará de costas para a cesta o tempo todo. Provavelmente James continuará um bom tempo no perímetro, e quando iniciar uma posse ofensiva em Pick and Rolls, espere por algo próximo de seus 1.02 pontos por posse, ou o 91° Percentil. O que isso quer dizer? Só 9% da NBA foi mais eficiente que LeBron James pontuando como o possessor da bola em Pick and Rolls. Lonzo Ball chora de alegria com essa estatística.

    Como usar Rondo?

    Já Rondo é um caso à parte. Olhando apenas sua produção de pontos em Pick and Rolls (em que o próprio pontua, e não passa para alguém pontuar), o veterano armador ficou no 66° Percentil. Acima da média, mas modesto. Entretanto, abrangendo, agora sim, para os passes, temos um diamante bruto. Rondo teve 1.09 pontos por posse (92° Percentil), além de ser o melhor jogador da NBA achando “cutters” - aqueles que fazem cortes bruscos em direção ao aro, em busca de uma cesta simples - e no 95° Percentil em Spot Ups (os arremessos que você está pensando). Rajon pode estar longe do seu auge, mas ainda é legítimo nisto.

    É difícil prever como, quando e onde Rajon Rondo será usado, mas seria inteligente se Luke Walton o usasse, mesmo que não muito, em Pick and Rolls. Um trio de Rondo, Ball e LeBron pode nos proporcionar centenas de opções de jogadas diferentes e passes incríveis todas as noites. Manter dois destes três todos os minutos das partidas também pode trazer resultados interessantíssimos para esse elenco de aluguel em Los Angeles.

    Ter esse tipo de jogador pode retirar muito peso da armação de um jogador que simplesmente não tem isso em suas características. Muitos se atentam apenas aos arremessos e espaçamento de quadra, mas o basquete não é nem perto de ser tão simples assim. É verdade que a contratação de Lance Stephenson nos deixa com um pé atrás, e também é verdade que provavelmente Rondo tirará bons minutos de Lonzo, mas isso não deveria acontecer. Ambos deveriam (e podem) jogar juntos por uns bons minutos. Se isso acontecer, provavelmente Ball terá a a chance de ter um salto produtivo bem legal na próxima temporada. Esteja antenado nos próximos capítulos.

    Fala aí!