Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    26 de Novembro de 2021 postado por Renato Campos

    top_13_os_melhores_jogadores_do_lakers_apos_20_jogos_na_temporada_da_nba

    O Lakers chega a sua vigésima partida na temporada com uma campanha de 10 vitórias e 10 derrotas. Sem dúvida esse não foi o início que boa parte dos torcedores esperavam, mas com uma série de lesões e um elenco totalmente novo, os mais pacientes acreditam que o time ainda tem tempo para desenvolver sua melhor química em quadra.

    O time está longe de jogar um basquete de nível de campeonato, mas vale lembrar que o Lakers ainda tem pela frente 61 jogos de temporada regular antes de chegar a fase de playoffs.

    O site do jornal USA Today fez uma lista muito interessante, listando a importância de cada jogador do elenco nestes primeiros vinte jogos do time. Sem ainda contar com Trevor Ariza e Kendrick Nunn, vamos a lista dos 13 jogadores ativos nesta temporada e como eles colaboraram com o time até aqui.

    13. Kent Bazemore

    Quando Kent Bazemore assinou com o Lakers, a expectativa era grande em torno do jogador que teve uma bela temporada na linha dos três pontos na temporada passada com o Warriors. Além disso, ele era um dos poucos contratados que poderia contribuir nos dois lados da quadra.

    No entanto, depois de começar como titular no time em alguns jogos, Bazemore não faz mais parte da rotação do técnico Frank Vogel e não tem nenhum minuto em quadra nos últimos três jogos.

    12. Rajon Rondo

    Embora todos esperam que Rajon Rondo mostre seu melhor basquete durante os playoffs, o ponto positivo da sua presença em quadra nos vinte primeiros jogos do time foram sua química com Anthony Davis. Mas não muito além disso.

    Rondo tem sido bastante passivo no ataque. Ele está com aproveitamento de 30% no geral e 29.2% de bolas de três pontos. Ele ainda pode facilitar o ataque, mas apenas em lapsos.

    11. DeAndre Jordan

    Se o Lakers não tivesse com problemas de lesão nesse início de temporada, muito provavelmente DeAndre Jordan não teria tirado o uniforme de aquecimento este ano. Mas, por conta de lesões de LeBron, Davis e Ariza e a escassez de jogadores de estatura mais alta no elenco, Jordan é uma necessidade na rotação.

    Jordan até tem feito um bom trabalho nos rebotes com uma média de 16.7 por 36 minutos, mas ele não consegue finalizar uma cesta que não seja em ponte aérea no ataque.

    Defensivamente, ele não consegue mais colaborar em alto nível. Jordan não dificulta os arremessos dos adversários como ele deveria.

    10. Wayne Ellington

    Já vimos algumas partidas onde Wayne foi importante, como o jogo recente contra o Pacers, mas também o vimos totalmente fora de contexto dentro de quadra.

    Ellington tem tido aproveitamento de 36.9 por cento de bolas de três pontos em 5.4 tentativas por jogo. Não que seu aproveitamento seja péssimo, mas ele precisa ser mais consistente. Ano passado, ele teve aproveitamento de 42.2 por cento e foi por isso que o Lakers foi atrás de seu velho conhecido.

    Talvez um pouco mais de tempo faça o jogador se ajustar a seus novos companheiros.

    9. Avery Bradley

    Bradley chegou aos 45 do segundo tempo, para suprir uma necessidade defensiva tendo em vista a lesão de Talen Horton-Tucker, Kendrick Nunn e as saídas de Alex Caruso e KCP na offseason.

    Se não fosse por isso, Bradley talvez não seria o titular do Lakers hoje.

    Bradley tem sido bastante desanimador em seus arremessos considerando sua posição de armador. Ele está com aproveitamento de 39,8% de quadra e 37,9% em bolas de três pontos.

    O jogador retornou ao Lakers para ser uma solução na contenção de lances do perímetro dos adversários, mas até o momento, este tem sido um dos problemas do time na temporada.

    8. Dwight Howard

    Howard não é o pivô titular do Lakers e recentemente ele reclamou que a ESPN não dá atenção parar seus destaques na temporada. Mas no momento que ele está em quadra, ele tem tido atuações bastante sólidas na maioria das vezes.

    Ele não é mais o pivô que já foi um dia. Ele agora colabora com 5.1 pontos e 4.9 rebotes em 13.4 minutos de média por jogo, que geralmente são mais produtivos do que o tempo que DeAndre Jordan passa em quadra.

    Apesar de em volume muito baixo para se considerar, mas ainda assim, vale destaque, Howard tem aproveitamento de 71.4% de seus arremessos de três pontos. Mas suas cestas contra o Pistons foram bastante importantes para o time.

    7. Talen Horton-Tucker

    Talen Horton-Tucker começou essa temporada com uma missão. Ser um melhor defensor. Mas ao mesmo tempo THT perdeu os primeiros jogos do time com uma lesão no polegar.

    O garoto por enquanto tem sido um enigma no novo time do Lakers. Ele fez partidas ótimas, mas pareceu irreconhecível em algumas outras.

    Fato é, que THT tem muito potencial a ser explorado mas, com um elenco ainda sem química, seu talento e evolução são prejudicados.

    Quando THT ajustar seu jogo ao lado de LeBron, Russ e Davis, ele vai ter seu talento potencializado para conseguir sucesso no futuro.

    6. Austin Reaves

    Ninguém poderia imaginar que o garoto Austin Reaves teria um impacto tão significativo como um novato não draftado, mas é exatamente o que ele tem trazido para os jogos.

    Lesões abriram caminho para Reaves conseguir mais minutos, e ele aproveitou a oportunidade.

    Reaves manteve seu papel e se destacou nele. Ele não força as jogadas, é por isso que ele se encaixa perfeitamente ao lado do Big 3. Ele é um daqueles jogadores onde as estatísticas não contam a história completa, então o Lakers têm que utilizá-lo mais quando ele retornar.

    5. Malik Monk

    O aproveitamento de Monk nas bolas de três pontos (32.6%), está longe dos 40% que ele teve no Hornets na última temporada, mas ele já mostrou o seu valor no Lakers neste vinte primeiros jogos.

    Monk tem seus problemas na defesa, principalmente jogando sem a bola, mas ele já mostrou melhorias e que pode aprender a colaborar de forma mais efetiva. Prova disso, foi sua boa atuação contra o Pacers nesta semana.

    Monk também tem sido um criador secundário sólido ao lado das estrelas. Ele se movimenta bem e com facilidade chega no garrafão. Ele tem sido vital até agora para este ataque saindo do banco. Vale lembrar também, que o jogador tem apenas 23 anos.

    4. Russell Westbrook

    Russell Westbrook já mostrou de tudo nos seus primeiros vinte jogos no Lakers. E apesar dele ainda não ser uma unanimidade, ele já mostra sinais de evolução dentro do novo sistema do técnico Frank Vogel.

    Russ chamou a responsabilidade no jogo contra o Spurs, liderou o quarto-período do jogo contra o Pistons e marcou 18 pontos no terceiro período do jogo contra o Knicks. Todos esses sem LeBron James em quadra. Justamente o que o Lakers planejou na offseason quando a diretoria o contratou.

    Mas o ajuste ideal ainda precisa de mais tempo para funcionar, e os problemas com a escolha de arremessos e a tomada de decisões precisarão ser resolvidos.

    Novamente, ele jogou apenas nove partidas com LeBron nesta temporada, então é possível que o melhor ainda esteja por vir para Westbrook.

    3. Carmelo Anthony

    Carmelo Anthony é um candidato legítimo ao Sexto Homem do Ano. Claro, a liga não está nem perto de determinar isso, mas Anthony estaria na lista se a temporada estivesse chegando ao fim.

    Anthony tem sido eletrizante na segunda unidade do time, com média de 15 pontos por jogo, enquanto registra o recorde de sua carreira com 43.8% de aproveitamento de três pontos em 6.5 tentativas. Cada vez que ele arremessa, espera-se que a bola entre.

    Pelo valor mínimo, Anthony tem sido uma das melhores contratações do time nesta offseason.

    2. Anthony Davis

    AD vem em segundo lugar. Ele teve números sólidos na ausência de LeBron, com médias de 24.3 pontos, 10.3 rebotes, 3.1 assistências, 2.2 tocos e 1.2 roubos de bola, mas nem sempre isso se traduz em vitórias.

    Davis também precisa refinar sua seleção de arremessos. Ele tem se contentado com jumpers com muita frequência para alguém de seu tamanho e talento. Um aproveitamento de 18.9% de três pontos, é inaceitável.

    Ainda falta consistência nos jogos de AD nesta temporada.

    1. LeBron James

    Com LeBron James em quadra, o Lakers tem uma campanha de 6-3 nesta temporada. Isso muda para 4-7 quando seus companheiros não contam com ele. Por si só, isso já o garante na primeira colocação desse ranking.

    Apesar de jogar apenas nove partidas das vinte do Lakers, LeBron é essencial para o sucesso do time e mostra que ainda pode ser dominante em sua 19ª temporada.

    As esperanças do campeonato do Lakers ainda recaem sobre os ombros de LeBron. Ele só precisa permanecer na quadra o máximo possível para dar uma chance ao time.

    Relacionada: Filho de LeBron James teria sido o motivo da expulsão dos torcedores em Indiana

    Acompanhe o LABR

    LABR no Instagram

    LABR no Twitter

    LABR no Facebook

    Fala aí!

    Lakers Brasil: Desde 2006, tudo sobre o Los Angeles Lakers

    • Facebook
    • Instagram
    • Twitter