Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    25 de Maio de 2022 postado por Renato Campos

    nba_a_realidade_envolvendo_o_lakers_e_zach_lavine

    O que seria da offseason se não tivéssemos os rumores ligados ao Lakers?

    O time precisa de mudanças, mas não será nada fácil fazer movimentos significativos no elenco com poucos ativos e com salários inflados de suas estrelas.

    Ainda assim, rumores com grandes jogadores sempre irão acontecer. Não importa a situação de mercado do time.

    Dessa vez, é o nome de Zach LaVine que está ligado ao time nas últimas semanas, por conta de uma entrevista de LaVar Ball.

    E para colocar lenha na fogueira, o próprio Zach LaVine falou sobre o assunto.

    LaVine foi questionado sobre seu futuro pelo canal TMZ, quando saia de algum restaurante em Los Angeles.


    Depois de explicar que estava em Los Angeles por conta de que mora na cidade, LaVine disse que sempre foi um grande fã do Lakers.

    Voltemos a realidade. É praticamente impossível que Zach venha jogar no Lakers na próxima temporada.

    O Lakers simplesmente não têm ativos disponíveis, seja em termos de contratos para fazer o negócio funcionar ou jogadores jovens para dar em troca, para adquirir um jogador como LaVine.

    Por mais que como LaVar Ball disse que LaVine gostaria de ser um Laker, isso não deve acontecer por agora.

    Scottie Pippen é direto ao comentar o maior problema do Lakers nesta temporada

    O Lakers era visto como um dos favoritos para vencer o título de 2022 antes do início da temporada. Infelizmente, rapidamente ficou claro que muitos superestimavam o potencial da equipe.

    Recentemente, a lenda da NBA Scottie Pippen deu sua opinião sobre onde o Lakers errou. É cá pra nós, Pippen tem um ponto interessante em sua consideração.

    “Eu apenas senti que, nesta temporada, o sacrifício não estava lá. Os jogadores são obviamente muito talentosos. Eles trouxeram alguns jogadores que conhecem muito bem o jogo e ainda podem jogar em um nível muito alto, mas senti que não havia muito sacrifício dos caras. Isso realmente fez com que a equipe tivesse muito caos ao longo da temporada.”

    Obviamente, Frank Vogel foi quem pagou o preço pelos fracassos do Lakers, mas ele não foi o único problema da equipe.

    LeBron James e Kevin Durant listam grandes jogadores do passado que dominariam a NBA hoje

    Fazer comparações entre jogadores de diferentes eras, sempre geram debates acalorados entre torcedores e analistas. Porém, de fato é divertido avaliar jogadores e trocar aquela ideia com o amigo sobre suas preferências.

    Eliminados dos playoffs, LeBron James e Kevin Durant estão passando ainda mais tempo nas mídias sociais seja respondendo perguntas, ou comentando as atuações de quem ainda disputa o título da NBA.

    Nessa semana, Durant deixou uma pergunta para seus milhões de seguidores no Twitter: Quais pivôs da NBA dos anos 90, se saíram bem ainda nos dias de hoje?

    Durant respondeu sua própria pergunta listando três lendas: Patrick Ewing, Shaquille O'Neal e David Robinson

    LeBron entrou no jogo e fez sua lista também com três nomes, concordando com Durant, porém trocando Patrick Ewing pela lenda do Rockets, Hakeem Olajuwon.

    Os anos 90 foram uma era definida pelo jogo dentro do garrafão, onde os times que tinham pivôs dominantes eram os com mais chances de conquistar um título. Com o jogo completamente mudado, algumas estrelas do passado não seriam tão eficazes nos dias de hoje.

    Com Giannis Antetokounmpo e Nikola Jokic ganhando os últimos quatro prêmios de MVP, e Joel Embiid como vice-campeão de ambos, os pivôs parecem estar novamente retomando o status de grandes nomes em seus times. Anthony Davis, quando saudável, e Karl-Anthony Towns, do Wolves, representam o novo estilo do que é preciso para ter sucesso na NBA como um cara de garrafão.

    Mas alguns jogadores simplesmente transcendem eras. LeBron James e Kevin Durant são dois exemplos disso. Nunca saberemos quais estrelas se traduziriam melhor na NBA de hoje, mas é seguro dizer que algumas delas ainda dominariam em qualquer época.

    Fala aí!