Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Franklin Sampaio

    21 de Setembro de 2022 postado por Franklin Sampaio

    nba_jordan_clarkson_abre_o_jogo_sobre_sua_saida_do_lakers_e_a_chegada_de_lebron_james

    Há pouco tempo, Jordan Clarkson fez parte de um núcleo jovem do Lakers que contava com nomes como Brandon Ingram, Kyle Kuzma, Julius Randle, Lonzo Ball e D'Angelo Russell, mas pouco a pouco, todos eles foram deixando o time.

    Para Clarkson, tudo acabou funcionando muito bem para todos eles, mesmo que isso os tenha deixado de fora de um dos melhores mercados da NBA.

    Em uma entrevista com o jornalista Mike DeStefano do Complex, Clarkson abriu o jogo sobre como ele avaliaria hoje se todos estivessem ainda usando a camisa do time:

    “Acho que nunca iria funcionar com todos nós estando lá. Acho que todos nós éramos estrelas por direito próprio. Nós nos separando e indo para nossas novas casas foi uma boa mudança de cenário para todos. É tão engraçado olhar para trás. Acho que o Lakers fez um ótimo trabalho nos observando, encontrando os talentos e nos dando a oportunidade de nos draftar. Mas todos nós estando no mesmo time, acho que nunca teria dado certo. Nós provavelmente não teríamos trazido um campeonato para eles ou nada disso, você sabe o que quero dizer? Eles pegaram LeBron. Faz parte do jogo. Todos nós éramos estrelas em nossos próprios papéis. Tivemos que mudar de cenário para nos permitir crescer de outras maneiras.”

    Jordan Clarkson deixou o Lakers antes mesmo de LeBron James chegar a Los Angeles, pois o Lakers o trocou para os Cavs em 2018, onde ele conseguiu jogar ao lado de The King. No final daquela temporada, Randle se tornou um agente livre e assinou com o New Orleans Pelicans, o mesmo time que adquiriu Ingram em 2019 por meio de uma troca que levou Anthony Davis para o Lakers. Enquanto isso, Russell deixou Hollywood muito mais cedo, quando foi negociado pelo Lakers para o Brooklyn Nets por meio de uma troca em 2017. Kuzma foi o último a sair, tendo sido negociado em 2021 para o Washington Wizards.

    Há sempre aquela narrativa de “o que poderia ter sido” para o Lakers se a diretoria tivesse decidido ficar com Clarkson e seus jovens, mas com o Lakers ganhando um título da NBA e seus ex-jogadores florescendo individualmente em seus novos times, parece que há não adianta ficar remoendo o passado.

    Fala aí!